O cartão “Não Aplique Sangue” que as Testemunhas de Jeová carregam com eles experimentou mudanças muito significativas ao longo dos anos, como você verá neste artigo. Foi simplesmente referido como “o cartão do sangue” por muitas décadas, então passou a ser chamado de “Diretiva Médica Avançada”. A última grande mudança ocorreu em 2004, quando foi atrelado ao poder de decisão de advogados específicos para cada estado, e às vezes é chamado de “DPA”.

O primeiro exemplo mostrado é uma das versões antigas do cartão do sangue que as Testemunhas realizaram na década de 1960. Você notará sua declaração clara e intransigente sobre o uso do sangue. Diz especificamente “Exijo que o sangue, de qualquer forma, NÃO seja introduzido no meu corpo …”

Esta afirmação é bastante interessante por dois motivos:

  • Raramente ouvimos as Testemunhas de Jeová falar em termos de transfusões de sangue como sendo “alimentar-se” de sangue. Isso é porque eles sabem agora que uma transfusão não é alimentar-se de sangue, mas sim um transplante de órgão. A visão antiga era baseada em pontos de vista médicos desatualizados que foram descartados há quase cem anos. Hoje, os escritores da Torre de Vigia são forçados a falar em termos de como é errado “sustentar a vida de alguém” por meio do sangue. Contudo, como mostramos, a Bíblia não fala sobre o sangue dessa maneira.
  • A outra coisa interessante sobre a redação deste antigo cartão é que ele proibia claramente uma Testemunha de tomar qualquer um dos inúmeros produtos de sangue que entraram na lista aprovada da Torre de Vigia. Ele reflete com precisão a posição adotada pela Sociedade na seguinte citação:

“Seja total ou fracionado, próprio ou de outra pessoa, transfundido ou injetado, é errado.” – A Sentinela de 15/09/1961 p. 559

O que se segue abaixo é a atual “Diretiva Médica Avançada” usada pelas Testemunhas de Jeová:

O atual cartão do sangue, ou “Diretriz Médica” não é mais capaz de fazer a mesma declaração intransigente. Porquê? – porque a Sociedade modificou gradualmente sua posição outrora tão firme, e agora permite que cada parte do sangue seja transfundida ou injetada se suficientemente fracionada. Essa foi uma doutrina que fez pouco sentido no começo, e agora não faz sentido nenhum. Você ainda está carregando este documento em sua carteira? Se sim, porquê? – Pode muito bem tornar-se uma garantia para sua morte prematura. Os filhos das Testemunhas de Jeová, embora nem sequer sejam batizados, são orientados a levar um cartão similar:

A partir de 2004, a STV anunciou uma grande mudança na forma como o cartão do sangue deveria ser emitido, conforme mostrado abaixo:

Esta nova política eliminou parte da reunião de serviço anual e a distribuição de novos cartões de sangue que eram concluídos e assinados todos os anos para demonstrar o compromisso contínuo e a crença da pessoa na política. Isso marcou um abandono dramático da política estabelecida – politica essa que os profissionais médicos se baseavam na avaliação do desejo real de uma testemunha de Jeová inconsciente que aparecia na sala de emergência. Porque isso foi feito? Observe o seguinte:

Observe o nível do alarme soado pela Sociedade Torre de Vigia porque um cartão tinha aproximadamente cinco anos, e mais da metade não foram assinados, testemunhados ou estavam desatualizados. Os relatórios certamente questionam o grau de apoio entre as Testemunhas de Jeová para a política do sangue.

Sob o novo acordo anunciado em 2004, os anciãos teriam que fazer uma varredura completa dos membros da congregação para garantir sua conformidade permanente e eliminar essa situação extremamente embaraçosa.

A desvantagem óbvia para este novo arranjo é que os médicos do departamento de emergência devem agora especular sobre o grau real de comprometimento do paciente inconsciente Testemunha de Jeová, já que sua Diretriz médica assinada tem mais de dez anos de idade.

Por estas razões, acreditamos que cabe aos médicos da sala de emergência verificar verbalmente o nível de compromisso com a atual política da Torre de Vigia. Especialmente em vista de que é bem conhecido que uma porcentagem significativa das Testemunha de Jeová se opõe secretamente à política e se sente forçada a levar o cartão de sangue pelo risco de ser exposto como apóstata com subsequente ostracismo.1,2,3,4

Referências

1-Findley LJ, Redstone PM (March 1982). “Blood transfusion in adult Jehovah’s Witnesses. A case study of one congregation”. Arch Intern Med. 142(3): 606–607. doi:10.1001/archinte. te.142.3.606.
PMID 7065795.

2-Kaaron Benson, H. Lee Moffitt Cancer Center & Research Institute Cancer Control Journal, Vol. 2, No. 4, November/December 1995, “Therefore, while most adult Jehovah’s Witness patients were unwilling to accept blood for themselves, most Jehovah’s Witness parents permitted transfusions for their minor children, and many of the young adult patients also were willing to accept transfusions for themselves.”

3-Gyamfi C, Berkowitz RL (September 2004). “Responses by pregnant Jehovah’s Witnesses on health care proxies”. Obstet Gynecol 104 (3): 541–4. doi:10.1097/01.AOG.0000135276.25886.8e. PMID 15339766. “This review refutes the commonly held belief that all Jehovah’s Witnesses refuse to accept blood or any of its products. In this population of pregnant women, the majority were willing to accept some form of blood or blood products.”

4-Empirical data suggest to us that the current level of dissent may be significantly higher. We base this upon the conversations we have had with Emergency Department Physicians and Anesthesiologists at medical conventions.