A Torre de Vigia não se mostrou satisfeita em dar razões “bíblicas” para proibir transfusões de sangue. Os artigos e as publicações que tratam desta questão estão muito preocupados com enfatizar os perigos das transfusões e as vantagens de algumas alternativas às transfusões de sangue. Brincando com a comunidade das Testemunhas, as revistas Sentinela e Desperta! estão repletas de histórias de terror e observações divertidas enfatizando o perigo. Como resultado, a maioria das Testemunhas de Jeová tem muito a dizer sobre o assunto e acreditam que a política da Torre de Vigia os protegem da hepatite, da AIDS e outros perigos horríveis das transfusões de sangue.

Apesar de não possuir experiência em medicina, a maioria também insistirá que sempre existirá alternativas (geralmente superiores) às transfusões de sangue. Isto é em decorrência da pesada propaganda da Sociedade:

“Não é surpreendente que a transfusão de uma substância tão complexa possa, como diz um cirurgião, “confundir” o sistema imunológico do corpo. Na verdade, uma transfusão de sangue pode reprimir a imunidade por um ano. Para alguns, este é o aspecto mais ameaçador das transfusões.
Depois, existem doenças infecciosas também. Elas têm nomes exóticos, como doença de Chagas e citomegalovírus. Os efeitos variam de febre e calafrios até a morte. O Dr. Joseph Feldschuh da Cornell University of Medicine diz que há 1 chance em 10 de obter algum tipo de infecção em uma transfusão. É como jogar roleta russa com um revólver. Estudos recentes também mostraram que as transfusões de sangue durante a cirurgia de câncer podem realmente aumentar o risco de recorrência do câncer.
Não é de admirar que um programa de notícias da televisão afirmou que uma transfusão de sangue poderia ser o maior obstáculo para a recuperação da cirurgia. A hepatite infecta centenas de milhares e mata muitos outros receptores de transfusão do que a AIDS, mas obtém pouca publicidade. Ninguém sabe a extensão das mortes, mas o economista Ross Eckert diz que pode ser o equivalente a um avião de passageiros DC-10 cheio de pessoas que caem todos os meses.” (Despertai! 22 de outubro de 1990, página 9)

Historicamente, os argumentos são quase idênticos aos usados pelos líderes da Torre de Vigia contra programas de vacinação e transplantes de órgãos. Embora existam efeitos colaterais negativos nas vacinas, as pessoas informadas concordam que, no geral, têm sido um enorme benefício para a humanidade. Mesmo que alguns indivíduos tenham morrido, as vacinas salvaram milhões de vidas. Seria difícil encontrar alguém – TJ ou não – quem não concordaria que as vacinas foram benéficas.

A Torre de Vigia não se contentou apenas em exagerar ameaças reais. Em consonância com alegações sobre supostas mudanças de personalidade como resultado de vacinações e transplantes de órgãos, apelou para o mesmo tipo de cientistas charlatões:

“Os criminosos em prisão têm a oportunidade de doar seu sangue. Por exemplo, o New York Times de 6 de abril de 1961 informou: “Os detentos da prisão Sing Sing em Ossining doarão sangue para a Cruz Vermelha hoje.” Um ato louvável? Talvez não seja tão benéfico para os semelhantes quanto a comunidade é levada a acreditar. . . . em seu livro Quem é Seu Médico e Porquê? O doutor Alonzo Jay Shadman diz: “O sangue de qualquer pessoa é na realidade a própria pessoa. Ele contém todas as peculiaridades do indivíduo de onde vem. Isso inclui características hereditárias, suscetibilidades à doenças, venenos devido à vida pessoal, hábitos alimentares e de consumo. . . . Os venenos que produzem o impulso de se suicidar, assassinar ou roubar estão no sangue”…. Dr. Américo Valério, médico e cirurgião brasileiro há mais de quarenta anos, concorda: “Insanidade moral, perversões sexuais, repressão, complexos de inferioridade, pequenos crimes – estes seguem frequentemente na sequência da transfusão de sangue”, diz ele. No entanto, é reconhecido na imprensa pública que as organizações cujo suprimento de sangue são consideradas confiáveis ​​obtêm sangue para transfusão de criminosos que são conhecidos por ter tais características “. (A Sentinela, 15 de setembro de 1961, página 564)

Então, de acordo com a Torre de Vigia, uma transfusão de sangue pode te dar a personalidade de um criminoso. Perguntamos o que é mais surpreendente: que a Torre de Vigia realmente ensinou esse tipo de lixo ou que tenha conseguido desenterrar “especialistas” que concordaram com eles? Muitas Testemunhas de Jeová acreditaram nesses charlatões e propagadores do medo, e provavelmente muitos anciãos ainda acreditam.

Os escritores da Torre de Vigia tiveram um dia de campo quando a epidemia da Aids entrou em cena. Em relação a uma dessas discussões sobre a AIDS na publicação da Sentinela de 1990, Como pode o sangue salvar sua vida?, o advogado Kerry Louderback-Wood explica: “Um leitor poderia então concluir depois de ler a seção de risco médico, que o sangue de hoje, dado a adição de novas doenças, é muito mais mortal do que 1 por 13.000 doações. Se o argumento da Sociedade for sólido, as doenças de hoje transformariam o sangue em veneno médico. A Sociedade distorce os riscos reais de contrair Hepatite ou HIV. Informar seus leitores é importante porque a omissão de fatos relevantes também pode equivaler a uma falsa declaração que leva os leitores a uma falsa conclusão”. (1)

Pode-se clicar no link acima para ver a publicação da Sentinela em questão e observar que a referência é de 1960 tendo mais de cinco décadas de idade, portanto, completamente desatualizada. No entanto, a Torre de Vigia continua a publicá-la como uma estimativa confiável para as Testemunhas de Jeová.

Apesar da Torre de Vigia ter feito grandes esforços para minimizar os danos causados à comunidade das Testemunhas de Jeová, permitindo que mais e mais componentes sanguíneos sejam usados no tratamento, a proibição de sangue continua a ser a principal causa do relacionamento tenso entre as Testemunhas de Jeová e profissionais médicos, e é uma das principais razões pelas quais eles são amplamente vistos como um grupo religioso perigoso.

Uma análise detalhada dos riscos reais associados às transfusões de sangue será coberta em outra seção.

(1) – http://ajwrb.org/wp-content/uploads/2014/06/blood-misrepresented-2005-kerry-louderback-wood-1.pdf